O impacto da IoT na gestão de incidentes das organizações de saúde

O impacto da IoT na gestão de incidentes das organizações de saúde

Os avanços tecnológicos associados à Internet das Coisas (IoT) têm se destacado em todas as indústrias e, na área da saúde, esse cenário não é diferente. No Brasil, de acordo com recente estudo do BNDES, até 2025, a IoT deve movimentar até US$ 39 bilhões somente no setor de saúde.

A melhoria da gestão de ativos e de incidentes tem se tornado uma necessidade crítica dentro das organizações de saúde. A tecnologia evoluiu e hoje permite coletar, mapear e monitorar dados de equipamentos em tempo real, possibilitando o armazenamento e utilização de análises avançadas a partir de grandes quantidades de dados. Por isso, a adoção de IoT proporciona benefícios concretos tanto no controle de estoques, redução de perda de ativos, como a diminuição de infecções e no número de quedas de pacientes nos leitos hospitalares.

IoT na prática: sensores para agilizar atendimento

O risco de queda dos leitos hospitalares é reduzido por meio de sensores capazes de monitorar em tempo real se o paciente está deitado, sentado ou fora da cama, avisando enfermeira ou funcionários qualificados com alertas em painéis de controle customizados de acordo com a necessidade do hospital. Este dashboard é parametrizado com os movimentos, a partir de sensores colocados no leito e câmeras nos quartos e dentro dos banheiros, o que aumenta a segurança e torna o atendimento muito mais ágil e efetivo quando o paciente que apresenta risco de queda encontra-se fora do seu leito, sem supervisão de terceiros.

O risco de infecção hospitalar também pode ser minimizado com os recursos de IoT. Os sensores ajudam as unidades de saúde a gerenciar o risco de infecção, através de eventos de conformidade ou não conformidade de higiene com as mãos. A IoT garante ainda que os instrumentos utilizados em cirurgias estejam esterilizados corretamente, além de acompanhar sua localização durante os procedimentos.

Outro exemplo prático das vantagens da IoT dentro do ambiente hospitalar é a diminuição em até 40% de perda  de vestuários, roupas de camas e toalhas. Através de identificação automática por sinais de rádio (RFID), é possível aprimorar a localização destes ativos, jornada da lavagem, Gestão de cestos de descarte, controlar estoque para reduzir custos, monitorar tempo de utilização, além de provisionar compra.

A Digisystem tem grande expertise na criação de projetos com uso de IoT para apoiar as instituições de saúde na jornada de transformação digital. A equipe Digisystem é formada por consultores experientes, especialistas na área de TI e Saúde, capazes de desenhar e customizar soluções de negócios para atender as especificidades do seu negócio. Conheça nossas soluções aqui.






Compartilhe esta publicação