Sistema de gestão hospitalar na nuvem traz qualidade, segurança e reduz custos

Sistema de gestão hospitalar na nuvem traz qualidade, segurança e reduz custos

Os cuidados médicos e as mudanças nunca param no ecossistema da saúde, que vive em uma transformação constante.  Melhorar a qualidade do atendimento, aumentar a segurança do paciente e ainda trazê-lo para o centro do cuidado são desafios diários. É consenso que conectar os pontos de cuidado dos pacientes, unificar as informações, agregar inteligência, além de otimizar, simplificar e padronizar os processos da gestão hospitalar é mais do que necessário. Entre as principais dificuldades enfrentadas pelos gestores hospitalares, destacam-se hoje: estabelecer controles financeiros eficientes, integrar informações administrativas e clínicas, agilizar e aumentar a eficiência de diagnósticos. A saída está nos sistemas de gestão hospitalar na nuvem.

Com a transformação digital cada vez mais presente, a jornada para nuvem é uma trajetória natural de todos os setores, e no complexo ecossistema de saúde não poderia ser diferente. No final do ano de 2018, quase metade dos gastos das empresas com TI foram baseados em nuvem e a previsão é que, até 2020, 60% de toda a infraestrutura migre para esse modelo, além de 70% de todos os gastos com software, tecnologia e serviços, segundo o IDC.

Os benefícios dos sistemas de gestão hospitalar na nuvem

Além de oferecer um serviço de excelência, as instituições são cobradas pela qualidade e confiabilidade das informações geradas dentro do ambiente hospitalar. A grande preocupação dos gestores é conseguir administrar uma infinidade de informações geradas em diferentes áreas que muitas vezes não conversam entre si. Falta de investimento e capacidade financeira para adquirir uma infraestrutura de TI impacta no controle financeiro, no cuidado ao paciente, na integração das informações clínicas e administrativas e na entrega de um diagnóstico ágil e eficiente.

Embarcar nessa jornada para a nuvem traz flexibilidade, podendo expandir o ambiente onde estamos e adequar a estrutura conforme a demanda; disponibilidade, que permite acessar recursos exclusivos de redundância; e a tão buscada redução de custos. O ambiente em cloud permite o provisionamento da estrutura necessária naquele momento, ou seja, é possível aumentar ou diminuir esta capacidade sempre que necessário e os custos também são escalonáveis, já que se paga apenas pelos recursos utilizados.

Por isso, as organizações que prestam serviços de saúde, pela abrangência e complexidade de processos, demandam uma gestão capaz de integrar processos, pessoas e informações. A implantação de um sistema de gestão hospitalar na nuvem leva à automação que proporciona uma melhora expressiva no controle desses processos, possibilitando maior eficiência, qualidade no atendimento ao paciente por meio da prescrição e do prontuário eletrônico, segurança e aumento da produtividade. Possibilita ainda um gerenciamento eficiente das atividades administrativas, financeiras, assistenciais e operacionais. Isso tudo faz toda a diferença para  acompanhar as mudanças e enfrentar os desafios. Ganham a instituição, os profissionais e os pacientes.

A Digisystem, em parceria com a Philips, desenvolve projetos completos que vão além do cuidado ao paciente e dos registros médicos para fornecer suporte administrativo e organizacional a toda sua instituição. Conheça o sistema de gestão hospitalar Philips TASY EMR.






Compartilhe esta publicação