Como a tecnologia RPA contribui para a área da saúde

Tecnologia RPA na saúde

Como a tecnologia RPA contribui para a área da saúde

Não é novidade que a tecnologia RPA (Robotic Process Automation) deixou de ser tendência e tornou-se realidade dentro das empresas. Até 2024, esse emergente mercado deve movimentar cerca de US$ 5 bilhões em todo o mundo.

Na área da saúde o cenário não é diferente. Apesar do mercado ainda considerar pioneiras as instituições que já iniciaram a robotização de seus processos manuais, há uma forte tendência e sinalização no setor para adotar a tecnologia RPA, promovendo maior produtividade e competitividade para as healthtechs.

A tecnologia RPA promove a realização de tarefas repetitivas baseadas em regras, e consegue ampliar significativamente a eficiência operacional, permitindo que as instituições agilizem o trabalho. Desta forma, investe-se menos recursos e os colaboradores podem focar em atividades de maior valor.

Benefícios da tecnologia RPA para as instituições de saúde

A maior contribuição que o RPA, também conhecido como hyperautomation, pode entregar para a área da saúde é permitir que os colaboradores foquem nos cuidados aos pacientes de forma mais humanizada, já que esses profissionais perderão menos tempo com atividades repetitivas e baixo valor agregado. A adoção de robôs promove ainda:

Redução de custos com trabalhos repetitivos e de baixo valor agregado:

Um bom exemplo são as instituições que ainda demandam funcionários apenas para inserir informações de medicamentos, pacientes e procedimentos em mais de um sistema, devido à falta de integração ou o alto custo e prazos inexequíveis para desenvolver essas integrações. O RPA pode realizar essas tarefas automaticamente, reduzindo erros manuais, inatividade, custos, tempo e esforços da equipe.

Redução do tempo de migração, integração e implementação:

A tecnologia RPA acelera o processo de migração de todo o histórico de dados presente nos diferentes sistemas de uma mesma organização de saúde, seja por conta de uma nova aquisição ou pela aquisição de um novo sistema.

Consistência, confidencialidade e integridade dos dados:

Apostar em robôs para realizar processos e atividades que lidam com dados sensíveis ou sigilosos também garante a integridade e a confidencialidade dessas informações, já que não há o risco de vazamento intencional ou conteúdos adulterados.

O impacto da tecnologia RPA para operadoras, hospitais, clínicas e laboratórios

As vantagens da automatização dos processos manuais podem ser observadas de diferentes maneiras dentro do ecossistema da saúde. Para as operadoras, por exemplo, o RPA pode acelerar atividades como reembolsos de consultas, contestação, além da integração com chatbots que tratem de solicitações de associados, clientes ou empresas.

Para os hospitais, praticamente todos os processos de back office que não envolvam o atendimento humanizado dos pacientes podem ser automatizados em sua totalidade ou ter grande parte de suas atividades processadas, como por exemplo, lançamento de itens em sistemas de estoque de farmácia e geração de relatórios. Ao associar a tecnologia RPA com inteligência artificial e reconhecimento de imagem, também é possível acelerar os processos de registro de material coletado para exames.

Não há dúvidas que exista uma série de processos manuais em laboratórios, desde a entrada de uma ficha de paciente, o cadastro deste formulário em mais de um sistema interno e também no das operadoras. Todos esses processos podem ser automatizados e, por meio de uma leitura (digitalização), todas as informações destas fichas são inseridas em mais de um sistema em questão de segundos, resultando em um grande ganho de produtividade e na redução drástica do tempo para receber pelos procedimentos.

Nas clínicas, o RPA também pode ser utilizado para automatizar o procedimento de entrada das fichas de atendimento nos sistemas das diferentes operadoras em menor tempo, reduzindo erros e liberando os colaboradores para atividades de alto valor para os clientes.

Assim como em outros seguimentos, o principal desafio das instituições saúde para implantarem a tecnologia RPA está em conhecer profundamente seus processos internos e ter à disposição necessária para revê-los. Desta forma, torna-se possível reduzir variabilidade e complexidade e a automação será, de fato, efetiva.

A Digisystem possui uma divisão exclusiva para o segmento da saúde com profissionais que realmente conhecem o segmento e seus desafios. Hoje somos a principal implementadora e revenda do maior sistema de gestão hospitalar do Brasil e somos parceiros dos maiores fabricantes das soluções de RPA do mercado mundial. Conheça nossa solução de negócio com tecnologia RPA e saiba como podemos ser o seu parceiro na jornada da transformação digital: https://www.digisystem.com.br/automacao-de-processos-rpa/

Compartilhe esta publicação