Como a chegada do Open Insurance impactam as empresas de seguros

Por Luciano Dias Guidetti

O desenvolvimento tecnológico tem sido pauta prioritária em todos os setores da economia. Para o mercado de seguros, investir em soluções inovadoras é um dos objetivos para alavancar o crescimento do setor, que já tem parcela significativa no PIB (Produto Interno Bruto) nacional. De acordo com dados divulgados pelo CNSeg (Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização), a arrecadação das empresas do segmento foi responsável por 6,7% do PIB, em 2020.

A partir disto, o Open Insurance (Sistema de Seguros Aberto) surge como um dos principais responsáveis por conduzir este desenvolvimento dentro deste mercado, a partir da modernização e simplificação dos processos de compartilhamento de dados e efetivação de serviços. Mas, antes de partir para os impactos que este avanço pode resultar, é importante entender cada detalhe deste novo sistema.

 O que é e como funcionará o Open Insurance

O conceito de Open Insurance é, propriamente, aquilo que o nome sugere. Ou seja, ele cria um padrão tecnológico de serviços e estruturas de dados para facilitar o compartilhamento de informação entre as sociedades autorizadas e credenciadas pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), a partir da integração de sistemas por meio de API’s (Application Programming Interface).

Além disso, é importante reforçar que estes dados só podem ser compartilhados entre as empresas do mercado de seguros após consentimento formal do consumidor, quando relacionado a informações pessoais, ou da empresa, quando referente a serviços prestados por ela.

As fases de implementação do Open Insurance

A implementação do Open Insurance conta com um cronograma completo. Iniciado em dezembro de 2021 e com projeção de finalização para junho de 2023, o projeto está dividido em três fases.

  • 1ª fase: Conhecida como Open Data, consiste na estruturação dos dados e na definição dos canais de atendimento e dos produtos disponíveis no Open Insurance. De acordo com o cronograma, será concretizada em junho de 2022.
  • 2ª fase: Trata-se do compartilhamento efetivo dos dados dos clientes. Ou seja, neste momento, o consumidor terá a possibilidade de enviar os dados relacionados a contração de serviços de seguros a uma empresa autorizada e credenciada pela SUSEP, caso deseje. Esta fase não conta com a contratação de serviços originados do compartilhamento, ou seja, é apenas informativa. Esta fase do projeto acontece entre setembro de 2022 e junho de 2023.
  • 3ª fase: A terceira e última etapa é a efetivação dos serviços. Isto é, o momento em que o consumidor passa a consumir os serviços como solicitação de aviso de sinistro, portabilidade de previdência privada entre seguradoras, entre outros serviços que serão oferecidos a partir deste novo sistema. A terceira fase está planejada para acontecer entre dezembro de 2022 e junho de 2023.

O impacto para o mercado de seguro

A partir deste contexto, podemos entender que o Open Insurance surge como uma alternativa para modernizar estes processos de cadastro de informações e tem potencial para promover maior competitividade dentro deste mercado, padronização das informações, permitir aos segurados mais controle sobre seus dados pessoais e o avanço deste segmento dentro da economia nacional.

De modo geral, os benefícios proporcionados a partir deste sistema abrangem todos os cenários, desde as sociedades autorizadas e credenciadas pela SUSEP, até o consumidor final.

Entre as principais vantagens para o cliente estão a liberdade de escolha com relação ao produto mais adequado, bem como a oferta de serviços customizados para o perfil de cada cliente. Este processo permitirá que as seguradoras formatem produtos com melhores condições financeiras, com as coberturas e serviços buscados pelo cliente.

Para o mercado de seguros os benefícios também são visíveis. O fato de descentralizar os serviços pode ampliar a captação de novos consumidores, o que possibilita maior arrecadação e expansão do setor na economia. Além disto, a interação com o Open Banking abre um leque de oportunidades para o setor, viabilizando a criação de novos canais de distribuição e serviços para este mercado baseadas nas informações disponibilizadas a partir deste sistema.

Possibilidade de novos negócios para o mercado de seguros

A chegada do Open Insurance oferece ao mercado novas possibilidades de negócios. Um exemplo simples é a criação de marketplaces para contratação de serviços de seguros. Desta forma, o consumidor teria acesso, por aplicativo, a uma lista de seguradoras e poderia, a partir do compartilhamento dos dados, escolher a mais adequada ao seu perfil.

Neste sentido, a Digisystem conta com serviços que auxiliam os clientes nesta jornada:

  • Consultoria especializada em seguros: equipe com conhecimento em tecnologia e na legislação securitária, com larga experiência no seguimento;
  • Modernização de Aplicações: para atender ao Open Insurance, os sistemas precisam de alta disponibilidade. Nossos serviços de Modernização de Aplicações transformam sistemas monolíticos em aplicações baseadas em microsserviços, com alta disponibilidade e performance, adequados aos conceitos de DevSecOps;
  • Quality Assurance: No modelo onde os clientes e empresas estão conectados, há necessidade de aferir a qualidade e performance dos produtos de TI. Nossa prática de Quality Assurance está preparada para gerenciar a qualidade dos produtos, com experiência em automação, regressão, testes de performance e automação para dispositivos móveis;
  • Big Data & Analytics: Nossa equipe de cientistas e engenheiros de dados trabalha junto aos projetos dos nossos clientes para entender as necessidades dos seus consumidores;
  • Aplicativos Móveis: Projetos e serviços voltados para a construção de SuperApp, com a finalidade de integrar os serviços oferecidos aos clientes e serviços consumidos de parceiros de negócios (Bancos, Cartões, Seguros, Logística, Climas, etc);
  • Integrações & API: Temos especialistas em integração que ajudam nossos clientes na conectividade dos serviços com o uso de APIs.

Para saber mais sobre as nossas soluções e como podemos ajudá-lo a ampliar as possibilidades da sua empresa com o Open Insurance, clique aqui!

Compartilhe